10 Passos para Uma Alimentação Saudável de Crianças Menores de 2 Anos

Oi, mamães… 😃
Se a cada pitaco que uma mãe escuta sobre a criação dos seus filhos valesse R$ 1,00, nós já estaríamos ricas, não acham?
É claro que todos eles chegam carregados de boas intenções, mas nem todos possuem uma fonte segura.
Por isso, resolvi postar aqui o que o Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 Anos, do
Ministério da Saúde, recomenda acerca de uma alimentação saudável:
          PASSO 1 – Dar somente leite materno até os 6 meses, sem oferecer água, chás ou qualquer outro alimento.
Gente, se esse post fosse uma prova, essa seria a questão para não fazer ninguém zerar, de tanto que eu já falei aqui!
          PASSO 2 – Ao completar 6 meses, introduzir, de forma lenta e gradual outros alimentos , mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais.
Mamãe, deixe seu filho conhecer, de fato, o alimento. Sentir o cheiro, a textura, tocar, amassar.. E por que não, se sujar?
          PASSO 3 – Ao completar 6 meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes) três vezes ao dia, se a criança estiver em Aleitamento Materno.
Vamos esclarecer uma coisa! As papinhas “doces” (de frutas), na verdade, não levam açúcar e as “salgadas” (de carnes e legumes) não levam sal, pois a criança precisa conhecer e se acostumar com o alimento tal como ele é, sem criar o hábito de adoçá-los ou salgá-los à mesa.
          PASSO 4 – A alimentação complementar deve ser oferecida de acordo com os horários de refeição da família, em intervalos regulares e de forma a respeitar o apetite da criança.
Vamos lembrar daquela máxima: “Criança é feita de rotinas!”
          PASSO 5 – A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida de colher; iniciar com consistência pastosa (papas/purês) e, gradativamente, aumentar a consistência até chegar à alimentação da família.
Pelo amor de Deus! Não liquidifique os alimentos, pois além de não estimular a mastigação da criança, durante o processo algumas fibras alimentares, importantes na digestão, são quebradas. (Continua nos comentários)
          PASSO 6 – Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.
Essa regra não vale para os MMs! (Rsrsrs)
          PASSO 7 – Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.
Só não se esqueça que a criança aprende pela imitação. Então, não adianta oferecer frutas e legumes para ela se você não vai comer… Dificilmente, ela irá aceitar!
          PASSO 8 – Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida. Usar sal com moderação.
Preciso comentar?
          PASSO 9 – Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos; garantir o seu armazenamento e conservação adequados.
A diarréia/desidratação é uma das principais causas de morte em crianças e pode ser causada pela ingestão de alimentos contaminados.
          PASSO 10 – Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus alimentos preferidos, respeitando a sua aceitação.
Criança Saudável é criança Feliz!
Beijos e até a próxima…
mamaeenfa

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!